Vidro blindado para edifícios: saiba mais sobre esse material de defesa

Nos tempos atuais, a busca por maior segurança é considerada um fator essencial para a integridade física das pessoas e para os seus lares. Por conta disso, muitas pessoas procuram por alternativas para manter a segurança de suas residências e estabelecimentos. E o vidro blindado é uma alternativa que está ganhando espaço.

Vidro blindado para edifícios

A utilização de vidros blindados em edifícios, é algo que não se passa muito pela mente das pessoas, normalmente associa-se blindagem aos veículos. Desse modo, a maioria das pessoas desconhecem a importância desse material de segurança para as suas residências e, principalmente, para os estabelecimentos comerciais, o que o expõem a certos riscos.

Sendo assim, é necessário saber como esse produto é feito para se ter uma noção da sua utilidade e importância.

Como são fabricados os vidros blindados?

O vidro blindado é formado pela combinação de várias lâminas de vidros entrepostas por películas plásticas de polivinil butiral ou de policarbonato. E essas propriedades possuem características específicas, como você verá a seguir.

As lâminas de vidros, normalmente, são feitas para serem muito espessas e pesadas, isso é uma característica que garante uma boa resistência balística. Mas é preciso ter atenção na espessura dos vidros, pois se o índice de refração das lâminas de vidro for muito distinto, o vidro blindado não terá o aspecto transparente como os vidros comuns. E essas lâminas também passam por um procedimento térmico, têmpera, para aprimorar as suas características de dureza e resistência.

Além disso, o vidro blindado pode ser composto pela união de dois ou mais vidros com propriedades duras ou macias. A camada macia é o que dá flexibilidade ao vidro, evitando que ele se despedace, e a dura garante a resistência.

Em relação ao policarbonato, esse material pode possuir dois tipos de revestimentos: um macio, que dá ao vidro a capacidade de se “curar” quando é riscado; ou um revestimento rígido, que evita que o vidro seja riscado.

Outra forma, mais econômica e prática para blindar os vidros de um edifício, é com a aplicação de laminados de segurança e de adesivos super resistentes sobre as superfícies do vidro comum. Esse processo dá ao vidro comum uma proteção balística semelhante ao vidro blindado que é produzido em fábrica.

Com todas essas propriedades do vidro blindado, esse produto garante aos seus usuários proteção para diversos tipos de armamento, como pistolas, fuzis, martelo, machado e taco, mas isso depende do nível da sua blindagem. Para os projetos arquitetônicos, a blindagem nível 3A é a mais utilizada e consegue suportar armamento de uma Magnum .44.

Projetando os vidros blindados para edifícios

Para instalar o vidro blindado em algum edifício é necessário levar em consideração alguns aspectos. 

O peso desse produto é o principal fator que pode impactar na estrutura do edifício e na esquadria. Sendo assim, se o projeto arquitetônico ainda está em desenvolvimento, é preciso levar em conta se a estrutura é adequada para suportar o vidro blindado. Senão, é necessário fazer algumas adequações para que o peso do vidro não seja um problema futuro.

Outra questão que deve ser levada em conta, são as esquadrias. Para suportar o vidro blindado, uma esquadria tradicional de alumínio, certamente, não é a mais adequada. Por essa razão, é importante certificar se a esquadria tem uma resistência balística que corresponda ao do vidro. 

Para garantir a resistência balística, a esquadria para os vidros blindados deve ser feita de aço-carbono soldado entre si e envolvido com chapa dupla de aço-carbono. Dessa forma, a esquadria se torna resistente.

Certificações para ter o produto

Um ponto muito importante que exige atenção para quem fará uso do vidro blindado, são as documentações de controle feitas pelo Exército Brasileiro.

Dessa maneira, ao adquirir esse produto, certifique-se que ele vem acompanhado das seguintes documentações: RETEX (Relatório Técnico Experimental) e TR (Título de Registro). 

E a ausência desses documentos representa um risco para o comprador em caso de algum sinistro ou ocorrência, pois fará com que ele responda civil e criminalmente por não possuir as certificações.

Além disso, é bom saber se esse produto atende às normas da ABNT-15000, que trata das blindagens para impactos balísticos, e se os produtores são especializados.

Com essa leitura, é possível ter uma noção de como os vidros blindados são importantes para um projeto arquitetônico.

Deixe seu comentário